Sex Shop Lolla

Mesmo com todo o tabu envolvendo a masturbação feminina, ?brinquedos? sexuais são cada vez mais vendidos em lojas especializadas, especialmente os vibradores. Ainda que hoje em dia o assunto seja discutido de uma maneira mais aberta, ainda faltam informações concretas sobre o uso e os cuidados que se deve ter em relação aos acessórios sexuais.

Poucas sabem que para que o momento de cuidado consigo mesma não seja prejudicial à saúde, é importante que se tome alguns cuidados com os vibradores. A má qualidade dos aparelhos pode acarretar em problemas de saúde nas genitais como infecções e alergias e até mesmo afetar a produção de hormônios. Para que você tenha um melhor proveito do brinquedo e o utilize sem preocupações, confira as dicas abaixo:

1. Conheça os tipos de vibradores existentes

Você sabia que existem diversos tipos de vibradores para variadas situações? É importante, por exemplo, nunca utilizar o mesmo vibrador em práticas anais e vaginais, porque corre o risco de haver infecção. Além disso, os vibradores anais têm um modelo próprio que evita que o aparelho escorregue para dentro do reto, por isso são menores, possuem uma base de segurança mais larga e são mais delicados.

Os modelos anatômicos são recomendadospara a mulher que deseja mais conforto na prática sexual e eles permitem que as mãos fiquem livres para que elas estimulem outras partes do corpo, como os seios. Quanto a isso, também vale a pena observar o tamanho e design do produto que pode se encaixar melhor à vagina, além de se atentar ao fato de que alguns vibradores estimulam apenas a região do clítoris, enquanto os que possuem formato de pênis possibilitam a penetração.

No guia Lolla você consegue entender melhor sobre todos os formatos e a forma de estimulação de cada tipo de vibrador. Acesse pelo banner abaixo:

Tipos de vibrador
Tipos de vibrador: Conheça os principais modelos para acertar em cheio na escolha!

2. Escolha bem o material

Dê preferência a vibradores com texturas mais lisas, especialmente os feitos com plástico rígido, silicone, acrílico ou metal, pois dificultam a entrada de bactérias. É importante também verificar se os materiais são hipoalergênicos para evitar irritações nas genitais e quais são seus componentes químicos, para se certificar que nenhum dos agentes sejam tóxicos. Caso encontre algum componente duvidoso, é recomendável utilizar preservativo no ato sexual.

A qualidade do material também influencia no tempo de vida do produto. Vibradores a prova d?água são mais recomendados por serem flexíveis e resistentes a qualquer ambiente, mas também é preciso que o (a) dono (a) tome alguns cuidados com os vibradores, como evitar a queda e retirar a pilha sempre que terminar de usá-lo.

Lembre-se: esse é um objeto de uso pessoal

Embora seja um pouco óbvio, é importante alertar que o uso do vibrador deve ser feito de maneira pessoal. Não é recomendado compartilhar o objeto, a menos que seja com seu parceiro sexual, e nem aceitar brinquedinhos oferecidos por motéis, pois eles contêm fluidos corporais de outras pessoas, o que pode causar a transmissão de DSTs.

3. Avalie o custo-benefício do produto

Um dos cuidados com os vibradores deve vir antes mesmo da compra. Um aparelho de preço muito baixo pode ter sido fabricado com um material de qualidade ruim. Vale a pena fazer algumas pesquisas na internet antes de comprar seu produto e buscar por opiniões de especialistas no assunto. Atente-se também ao tamanho, ao modelo e ao material do vibrador que você está comprando, pois, os preços devem variar.

Sinta a vibração
Acesse ofertas de vibradores em Lolla Sex Shop, loja online com mais de 600 modelos à disposição da sua saúde e bem estar.

4. Entenda os cuidados com a higienização

Um dos mais importantes cuidados com os vibradores é o da lavagem. Tanto antes quanto depois do uso, é importante que seja feita a higienização do vibrador, especialmente se ele for armazenado em locais abertos que possam acumular poeira e ácaro. Também é necessário lavá-lo após o uso para que os resquícios do ato sexual não sujem o ambiente.

Especialistas recomendam que a lavagem seja feita com sabonete neutro e que a secagem seja feita com um pano que não solte pelos. Existem também sabonetes específicos para a limpeza do vibrador que podem ser facilmente encontrados em sex shops. Porém, não é recomendado colocar o brinquedo inteiramente dentro da água, pois a parte eletrônica dos vibradores pode ser afetada, danificando inclusive o motor. Utilize um pouco de água da torneira para limpá-lo ou então opte por um pano úmido.

5. Cuidado com o uso de lubrificantes

Caso o vibrador seja feito de silicone, não use lubrificantes a base de óleo, pois eles podem estragar o aparelho e causar alergias. Especialistas recomendam a utilização de lubrificantes a base de água para evitar esses problemas.

6. Cuidado para não molhar a máquina

Se atente à fonte de alimentação do seu brinquedo adulto, ele pode ser à pilhas, bateria recarregável ou mesmo elétrico direto na tomada. Isto é muito específico de cada modelo. Como a experiência de uso é bastante molhada - sobretudo utilizando lubrificantes extra - recomenda uma atenção específica a este ponto. Uns vibradores são até mesmo à prova d'àgua, podendo serem utilizados no banho ou banheira.

7. Troque seu vibrador de tempo em tempo

Mesmo tomando todos esses cuidados, uma hora o vibrador precisará ser substituído. É importante ficar de olho no prazo de validade dos brinquedos eróticos que é de, em média, dois anos após saírem da fábrica. Sinais como descoloramento e vazamento da bateria também devem ser vistos como alertas para a troca do produto.

Agora que você já conhece todos os cuidados que deve tomar com os vibradores, é só aproveitar! Se gostou de nosso conteúdo e deseja receber mais dicas, não esqueça de se inscrever em nosso newsletter.

Tecnologia
iSET - Plataforma de E-commerce para criar loja virtual
Plataforma de E-commerce para criar loja virtual